transformação digital setor financeiro

Transformação Digital no Setor Financeiro: Quais são os desafios?

A transformação digital no setor financeiro é uma tendência arrebatadora. A disseminação das fintechs, principalmente em pagamentos mobile e na área de seguros, agitou todo o mercado. Uma pesquisa da PwC mostra que, dentro de 5 anos, um em cada quatro negócios será ameaçado pelo modelo disruptivo de uma fintech.

Mesmo assim, o cenário não está tão tranquilo para as fintechs. Cada vez mais elas sofrem com novos concorrentes e as contra-investidas dos bancos, principalmente, pela pressão por inovações é constante. Não apenas o cliente deseja novos modelos de interação com o mercado financeiro, mas ele entende o cenário e exige que o banco acompanhe as tendências.

Nessa situação, como uma empresa do setor financeiro pode se manter competitiva em 2020? Nós analisamos algumas alternativas e apostas certas de especialistas, publicados em meios como a Robert Half, Accenture, Deloitte e Mazars. Vamos ver quais são os principais desafios para a transformação digital no setor financeiro?

Novas tecnologias que serão mandatórias

Blockchain – A blockchain foi uma das maiores inovações na economia virtual no século XXI. Agora, um pouco melhor inserida no mercado, ela passa a adquirir vertentes cada vez mais institucionais. Além disso, ela será cada vez mais inclusa na infraestrutura operacional e tecnológica, especialmente, como estratégia de segurança.

RPA e IA – Pontos como redução de custos, prevenção de riscos e melhoria de performance serão cada vez mais esperados de empresas financeiras. A melhor maneira de aplicá-los será por meio da inteligência artificial e da automação por robôs. Essas tecnologias estão mais acessíveis e incorporam recursos básicos para a interação e satisfação dos clientes.

Cloud – Ainda que sistemas legados estejam sendo cada vez mais sendo substituídos pelo SaaS, agora é hora de dar um passo além. A cloud será cada vez mais usada em processos mais básicos, como pagamentos e informações de crédito.

 

O valor da informação do seu cliente

Big Data – O gerenciamento de informações por meio de silos não permite mais uma gestão eficiente das informações dos clientes. Dessa forma, saber como entender e administrar esses dados para gerar insights no âmbito de negócios será fundamental em 2020, Eles serão a chave para elaborar estratégias mais consistentes e com maior aceitação pelos clientes..

Valorização das informações – Agora, não apenas as empresas devem entender como usar as informações dos seus clientes, mas os próprios clientes sabem como elas são valiosas. Por isso, existe uma maior vontade de ceder informações, desde que elas sejam usadas ao seu favor de uma maneira perceptível. Assim, é essencial que .

 

O novo cenário da transformação digital para o setor financeiro

Digital no mainstream – Ainda hoje, uma parte das instituições financeiras considera o digital como uma estratégia paralela. A realidade é outra: a experiência do consumidor está cada vez mais centrada no digital e menos no físico. Por esse motivo, os clientes esperam interações cada vez mais rápidas (como o omnichannel) e uma maior disponibilidade da instituição.

Profissionais qualificados – Do mesmo jeito que o cliente mudou, o profissional também mudou. As empresas precisarão adotar mudanças culturais para aproximar o novo perfil de colaborador. Ele agora tende a fugir de compromissos de longo termo e procura locais os quais se identifica, um fator que chega a ser tão importante quanto remunerações ou benefícios. Um dos maiores expoentes nesse cenário será o CFO, que adquirirá um perfil cada vez mais estratégico e amplo em sua gestão.

Economia de compartilhamento – Modelos descentralizados de negócios, como o Uber e o Airbnb, estão penetrando cada vez mais em outros mercados, especialmente o financeiro. Novos modelos de posse de bens e investimentos agregam mais usuários e faz com que modelos mais tradicionais sejam vistos como antiquados.

 

Como é possível ver, o cenário do setor financeiro para 2020 será novamente centrado na satisfação do consumidor. Contudo, isso vai além de um bom atendimento, mas em proporcionar experiências cada vez mais enriquecedoras que conversem com seu cliente em outro âmbito. O modelo mais tradicional de planejamento será substituído por ações multidisciplinares com processos agilizados entregando procedimentos altamente automatizados. Portanto, não é possível esperar a próxima inovação. Prepare-se para se disruptivo agora!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco

Para enviar seu currículo, clique aqui

X
Fale Conosco